segunda-feira, 23 de julho de 2007

Olissipografia 34






Este palácio é do século XVIII e foi mandado erigir por um fidalgo da casa dos Cunhas, o Palácio Marim-Olhão foi pertença dos Condes de Castro Marim e Marqueses de Olhão durante largos anos. Também é conhecido por Palácio do Correio-Velho.
Muito cedo alugado a vários inquilinos, em 1801, o que torna desprovido este palácio de história familiar, foi onde funcionou, durante algum tempo, o Correio Geral, transferido do Palácio Penafiel (esse perto do Castelo). Entre 1840 e 1890, funcionou no Palácio o jornal "A Revolução de Setembro" e, no princípio do século passado, o jornal "A Batalha".

3 comentários:

Je maintiendrai disse...

...E começa logo por arrebentar o jogo com o único palácio com uma dimensão "romana"... Infelizmente, também mui maltratado.

O Jansenista disse...

Há umas boas casas de pasto nas redondezas. No edifício funciona, num esconso, uma leiloeira de nomeada.

Je maintiendrai disse...

Duas coisas que o estomâgo e decência me não deixam frequentar...